A SBACV-RS é uma das seções regionais da SOCIEDADE BRASILEIRA DE ANGIOLOGIA E DE CIRURGIA VASCULAR mais antigas do Brasil, tendo as suas primeiras atividades no ano de 1953.

     Atuamos na representativa dos médicos do estado do Rio Grande do Sul, especialistas em Angiologia e Cirurgia Vascular, que atuam nas Áreas de Angiorradiologia e Cirurgia Endovascular, Ecografia Vascular com Doppler, e demais áreas inerentes

à especialidade.

     O médico vascular é responsável por cuidar da saúde Vascular e entre as principais doenças vasculares estão: Acidente Vascular Cerebral , Aneurismas, Doença Arterial Obstrutiva Periférica, Trombose Venosa Profunda , Varizes e Pé Diabético.

 

     Conheça a nossa seção para o público "Corrente Contínua" e fique por dentro sobre os fatores de risco, sinais e sintomas, prevenção e complicações, além de saber sobre nossas ações e eventos realizados diretamente junto a comunidade.

Nossa História

67 anos | Vascular RS

A SBAng foi fundada em 1o de novembro de 1952, em São Paulo, pelo Dr. Mario Degni. A fundação da Regional de Porto Alegre da Sociedade Brasileira de Angiologia ocorreu em 28 de outubro
de 1953, tendo sido a terceira regional no país. Essa entidade acabou transformando-se na Regional do Estado do Rio Grande do Sul da Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular.

A Regional de Porto Alegre foi criada com a presença do Prof. Mário Degni, que acumulava as presidências da Sociedade Brasileira de Angiologia e do Capítulo Latino-Americano de Angiologia, filiado à International Society of Angiology. Esse fato se revestia de importância não apenas de ordem legal, mas também afetiva, pois, entre os anos de 1948 e 1950, o Prof. residira em Porto Alegre, ocupando a cátedra de técnica operatória na atualUniversidade Federal do Rio Grande do Sul, onde estreitou laços de profunda amizade com o Prof. Arthur Mickelberg.

Foram convocados para esta reunião os colegas que tinham afinidade com a nova especialidade: Luiz Carlos Ely (dedicado à cirurgia das varizes dos MMII), Jorge Mazzeron Fonyat (varizes), Mauricio Seligman (diabete e vasculopatias), Nelton Zanenga (varizes), Mário Hortêncio Silva (veias e artérias), Arthur Mickelberg (varizes, simpatectomias e neurocirurgia), Fernando Carneiro Becker (varizes), Alberto Scaravino (tórax), Ivan Faria Corrêa (tórax), entre outros.

A diretoria ficou assim constituída: Dr. Luiz Carlos Ely (presidente), Dr. Mário Hortêncio Silva (secretário) e Dr. Nelton Zanenga (tesoureiro).

A partir deste momento, se constituiu formalmente a especialidade em nosso estado, estimulada pela realização de reuniões sucessivas: “Nossa orientação no tratamento dos acidentes trombóticos venosos dos membros” (Dr. Luiz Carlos Ely), “Feocromocitomas” (Prof. Arthur Mickelberg), “Impressões sobre o II Congresso Sul-Americano de Angiologia” (Dr. Luiz Carlos Ely), “Um caso provável de agenesia valvular” (Prof. Arthur Mickelberg), “Método elétrico de avaliação da resistência simpática” (Dr. Luiz Carlos Ely), “Considerações sobre os colegas que se dedicam à Angiologia no Rio de Janeiro e São Paulo” (Dr. Mário H. Silva), “Considerações sobre
flebografias dos membros inferiores” (Dr. Mário H. Silva), “ Apresentação de venografias” e “Um caso de provável síndrome de Courveiller-Baungarten” (Prof essor Arthur Mickelberg).

1958 | O primeiro congresso

Em 13 de junho de 1958, a Regional de Porto Alegre da SBAng filiou-se à Associação Médica do Rio Grande do Sul na condição de Departamento de Angiologia. Com esta união, adquire flexibilidade administrativa e maior penetração na comunidade médica, características que lhe proporcionaram organizar o VI Congresso Brasileiro de Angiologia em Porto Alegre, entre 6 e 12 de julho de 1958, sob a presidência do Prof. Arthur Mickelberg, também presidente da SBAng, e

que contou com a colaboração direta dos colegas Paulo Castro, Mário H. Silva, Sérgio Azambuja, entre outros.


Entre os convidados estrangeiros, a presença de Fernando Martorell, de Barcelona, Espanha, se destacou, pois era o criador da especialidade e também do termo Angiologia, além de ser, à época, o presidente da União Internacional de Angiologia. Este evento marcou a definição dos especialistas com atividade exclusivamente voltada à Angiologia e, especialmente, à cirurgia das artérias, em nosso meio. Arthur Mickelberg, Mário H. Silva, Sérgio Azambuja, Haroldo Diez
Paiva são representantes dessa época.

1960 | Pioneirismo e avanço

Nos primórdios da década de 60, a disciplina de Angiologia passa a fazer parte do currículo do curso médico na Faculdade de Medicina da atual Universidade Federal de Santa Maria, graças ao pioneirismo do seu fundador, Prof. José Mariano da Rocha Filho. Possivelmente, este seu envolvimento e interesse pela especialidade, introduzindo-a no currículo de graduação do curso médico, lhe valeram a condição para organizar e presidir o XVI Congresso Brasileiro de Angiologia, em Santa Maria, entre 17 e 20 de setembro de 1969.

 

Pela primeira vez, em 16 anos de existência da SBAng, um congresso era organizado fora da capital de estado. O Prof. Mariano da
Rocha contou com a colaboração de Inaude Paim Hoffmann (secretário), Mário Matte (tesoureiro) e José Carlos Vieira (coordenador administrativo). Dentre os 15 convidados estrangeiros, podemos destacar os professores René Fontaine, Jean Natali, Jean Kunlin, João Cid

dos Santos, Edmondo Malan, Alfonso Albanese, Jurg Vollmar e Eduardo Palma.

Um aspecto pitoresco deste evento pode ser atribuído às dificuldades de transporte entre Porto Alegre e Santa Maria, que foi por terra, em pequenas camionetes, exigindo enorme esforço
dos organizadores para conciliá-las.

1970 | Seccionais por todo estado

Os anos 70 foram marcados pela consolidação da SBAng em nosso estado, com a formação de Seccionais em diversas cidades: Porto Alegre, Santa Maria, Pelotas e Caxias do Sul. Contudo, em Porto Alegre concentravam-se as atividades científicas, com reuniões periódicas e convidados de outras Regionais e países latino-americanos, graças ao esforço dos diversos colegas que ocuparam os cargos nas diretorias que se sucederam. Abaixo a relação dos presidentes da Regional do RS:

1954 - 1955 - Luis Carlos Ely (sócio-fundador)
1956 - 1957 - Arthur Mickelberg
1958 - 1959 - Mario Hortêncio Silva (sócio-fundador)
1960 - 1961- Haroldo Diaz Paiva
1962 - 1963- Percio Haas
1964 - 1965- Abrahão Tessler Primo
1966 - 1967- Clavio Morais Varela
1968 - 1969- Arthur Mickelberg
1970 - 1971- Zuleika Bosetti
1972 - 1973- Arthur Mickelberg
1974 - 1975- Clavio Varela
1976 - 1977- Haroldo Diez Paiva
1978 - 1979- Paulo Álvaro de Sousa Filho
1980 - 1981- Roberto Taylor Ortiz Pereira
1982 - 1983- Carlos José Pinto de Sá
1984 - 1985- Carlos José Pinto de Sá
1986 - 1987- Telmo Pedro Bonamigo
1988 - 1999- Pedro Pablo Komlós
1990 - 1991- Airton Delduque Frankini
1992 - 1993- Airton Delduque Frankini
1994 - 1995- Newton Roesch Aerts
1996 - 1997- Pedro Pablo Komlós
1998 - 1999- Clavio Varela
2000 - 2001- Gilberto Gonçalves de Souza
2002 - 2003- Airton Delduque Frankini
2004 - 2005- Pedro Pablo Komlós
2006 - 2007- Luiz Francisco Costa
2008 - 2009- Luiz Francisco Costa
2010 - 2011- Adamastor Humberto Pereira
2012 - 2013- Gilberto Tubino da Silva
2014 - 2015- Marco Aurélio Grudtner
2016 - 2017- Renan Roque Onzi
2018 - 2019- Claudio Nhuch
2020 - 2021- Regis Angnes

1980 | Modernização e crescimento

Nos anos 80, problemas de cunho político e associativo ocorridos na Regional nos levaram a uma discussão judicial, que fez com que perdêssemos nosso maior documento histórico,
o Livro de Atas. Mas, as dificuldades acabaram por fortalecer a união entre a grande maioria de seus sócios, que prevalece até os dias atuais. Naquela ocasião, foi eleito o Dr. Telmo Pedro Bo-
namigo para a presidência da Regional. Já nessa época, a Regional passava a ser encarada como representativa do estado do Rio Grande do Sul, perdendo seu caráter limitado às cidades.

 

Essa administração foi marcada pela modernização, organização e adequação aos novos tempos. As especialidades de Angiologia e Cirurgia Vascular, já bastante individualizadas na formação e na prática médica, passaram a ser valorizadas e sua formação acadêmica mais procurada. Nestas condições, começaram a se formar os programas de residência médica em Angiologia e Cirurgia Vascular em hospitais universitários e não universitários do estado.

Este trabalho de conscientização e valorização da especialidade e da Regional foi consolidado nas gestões seguintes.

1991 | Conesul

Em 1991, sob a presidência do Dr Airton Delduque Frankini, criou-se e organizou-se o I Encontro do Cone Sul de Cirurgia Vascular, em Porto Alegre, que passou a fazer parte do calendário oficial de eventos científicos da Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular.

Era a SBACV associando-se ao movimento político-econômico de criação da aliança do Cone Sul.

O trabalho realizado, a união e o interesse entre os colegas proporcionaram à Regional do Rio Grande do Sul a organização e realização do 30o Congresso Brasileiro de Angiologia e
Cirurgia Vascular. Entre os dias 31 de outubro e 4 de novembro de 1993, mais de mil colegas compareceram ao Centro de Eventos do Hotel Plaza São Rafael, em Porto Alegre, para participar
do evento, cujos organizadores foram Telmo Pedro Bonamigo (presidente), Airton Delduque Frankini (secretário) e Pedro Pablo Komlós (tesoureiro), além dos professores Arthur Mickelberg e
Haroldo Diez Paiva, como presidentes de honra.

 

Como aspectos a destacar deste evento, podemos citar a publicação dos anais do 30o Congresso (pela terceira vez registrado em nossa sociedade e pela primeira vez distribuído no início do evento), de uma edição suplementar da revista Cirurgia Vascular & Angiologia, contendo o resumo de todos os trabalhos apresentados (pela primeira vez em nossa sociedade) e do livro Angiologia e Cirurgia Vascular - Guia Prático, comemorativo ao primeiro aniversário do congresso e editado com verba dele oriunda, para ser distribuído entre médicos não especialistas de todo o Brasil, divulgando a especialidade e servindo de orientação ao generalista, ao cirurgião geral e clínicos de um modo geral.

Na gestão 1995-1997, sob a presidência do Dr. Pedro Pablo Komlós, realizou-se pela primeira vez o Curso de Atualização em Cirurgia Vascular, preparatório à obtenção do título de especialista em Angiologia e/ou Cirurgia Vascular.

No ano de 1998, na gestão do Dr. Clavio Varela e sob a presidência do Dr. Airton Frankini, realizamos o IV Encontro do Cone Sul de Cirurgia Vascular, em Gramado.

2000 | Flebo 2000

Em 2000, a Regional organizou o Flebo 2000, Congresso Brasileiro de Flebologia e Linfologia, sob a presidência do Dr. Pedro Pablo Komlós, em conjunto com a Sociedade Brasileira de Flebologia e Linfologia.

Em 2005, sob a presidência do Dr. Airton Delduque Frankini e a coordenação geral do Dr. Pedro Pablo Komlós, a Regional do RS organizou o XXX Congresso Brasileiro de Angiologia e Cirurgia Vascular e o VII Encontro do Conesul de Cirurgia Vascular. Realizados no Centro de Eventos da PUC, tiveram a marca histórica de 2,1 mil inscritos.
Em 2008, sob a presidência do Dr. Luiz Francisco Costa, realizamos o IX Encontro do Cone Sul associado ao I Encontro de Cirurgia da Aorta, no Hotel Sheraton.

Em 2009, durante a mesma gestão, foi realizado o 2o Flebo, sob a presidência do Dr. Pedro Pablo Komlós.

2011 | Internacional

Na gestão do Dr. Adamastor Pereira, em 2011, foi realizado o 1o Curso Internacional de Cirurgia Vascular, em conjunto com a Mayo Clinic.

Em 2012, realizamos o 2o Curso Internacional de Cirurgia Vascular, em colaboração com a Mayo Clinnic, no Hotel Sheraton, em Porto Alegre, organizado pelos Drs. Adamastor Pereira, Gustavo
Oderich e Luiz Francisco Costa.
Sob a presidência do Dr. Gilberto Gonçalves de Souza, no ano de 2012 organizamos o V Congresso Brasileiro de Ecografia Vascular, no Hotel Plaza São Rafael, em Porto Alegre.

Em 2014, o XII Cone Sul em Gramado, presidido pelo Dr. Luiz Francisco Costa, no Hotel Serrano, na gestão do Dr. Marco Aurelio Grudtner.
Em 2018, na gestão do Dr. Claudio Nhuch, o Dr. Pedro Pablo Komlós presidiu o XI Congresso do Forum Venoso Latinoamericano, realizado em conjunto com o 3o Flebo.

Para o mês de agosto de 2020, a Regional, sob a presidência do Dr. Regis Angnes, planejara a realização do XV Cone Sul e do 4o Flebo. Embora totalmente organizado, a pandemia nos obrigou a adiar o evento para o ano de 2021.
Atualmente, a Regional do RS conta com 165 associados: 19 titulares, 42 efetivos, 7 plenos e 85 aspirantes.

A Regional legou à SBACV quatro presidentes nacionais: Arthur Mickelberg, José Mariano da Rocha Filho, Airton Delduque Frankini e Pedro Pablo Komlós.

Em circunstâncias normais, temos reuniões ao menos mensais, com vários encontros e jornadas realizados em cidades do interior do estado.
Em época de pandemia, promovemos as reuniões semanais através da internet.
Assim, a Regional do RS da SBACV mantém sua importante função, não só de congregar os cirurgiões vasculares do estado do Rio Grande do Sul, defender seus interesses corporativos
e profissionais, mas também levar a educação continuada, permanentemente, a todos seus membros.

Texto de Pedro Pablo Komlós, Renan Roque Onzi e Luiz Francisco Costa, sócios titulares da SBACV.